sábado, 6 de outubro de 2012

Uma fábula portuguesa: filho és, pai serás.


Nos velhos tempos havia uma terra onde os filhos costumavam levar os pais velhos, que já não podiam trabalhar, para o cimo dum monte, onde ficavam sozinhos, para morrer à míngua. Certa vez, ia um moço do lugar levando o velho pai às costas, para abandoná-lo. Chegado ao ponto em que ia deixar o ancião, colocou-o no chão e deu-lhe uma manta para que se abrigasse do frio até a hora da morte. E o velho perguntou:
- Tens, por acaso, uma faca contigo?
_ Tenho, sim, senhor. Para que a quer?
- Para que cortes ao meio esta manta que me estás dando. Guarda a outra metade jpara ti, quando teu filho te trouxer para este lugar.
O moço ficou pensativo. Tomou de novo o pai às costas e voltou com ele para casa, fazendo, assim, com que o horrível costume desaparecesse para sempre.

Filho és, pais serás; assim como fizeres, assim acharás.